Andropausa

A menopausa é uma fase da vida da mulher, que já abordamos aqui no Blog Homeopatia e Saúde, uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista. No texto de hoje, conversamos com o Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho sobre o equivalente para o homem, a Andropausa. Então leia e informe-se sobre essa fase comum que todo homem passa.

Entre 40 e 55 anos o corpo masculino passa por transformações, principalmente no quesito produção hormonal. A testosterona passa a ser produzida em menor quantidade pela glândula suprarrenal. É uma mudança gradual que, diferente das mulheres, que possuem sintomas bem acentuados, apresenta sintomas mais voltados ao comportamento como mudanças na atitudes, no humor, fadiga, perda de energia, libido e agilidade física.

Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho, que é médico homeopata da Clínica Similia além de presidente da AMHB – Associação Médica Homeopática Brasileira, explica que essa redução hormonal é normal. “A andropausa é uma fase natural da vida, sinônimo de transição hormonal, fruto do amadurecimento da parte endocrinológica masculina, que, por sua vez, pode gerar ou não sintomas, podendo também variar a idade de aparecimento dos mesmos”, esclarece o médico.

Porém o médico relata que essa diminuição hormonal pode ser agravada por outras doenças, comuns nessa fase da vida, dependendo dos hábitos do paciente. “A diminuição da testosterona pode estar relacionada a hábitos pouco saudáveis de vida, como estresse, falta de atividade física, alimentação incorreta e outros fatores. Nesses casos deve-se procurar essencialmente corrigir os hábitos de vida que tornam precoce o envelhecimento e a busca de um tratamento que leve em conta a visão integral do paciente, visto que a diminuição da testosterona é apenas um efeito colateral”, orienta Dr. Ariovaldo.

Um dos sintomas mais desagradáveis para os homens é a queda na libido. Dr. Ariovaldo esclarece que procurar um médico é o primeiro passo nessa fase. “Muitas vezes o paciente precisa apenas emagrecer, por exemplo. Por isso procurar um médico e fazer os exames necessários são os primeiros passos para saber que caminho tomar para combater a queda da libido”, recomenda o médico.

Para concluir, Dr. Ariovaldo esclarece que a vida sexual da pessoa está diretamente relacionada à sua saúde. “Se a vida sexual da pessoa está insatisfatória, muitas vezes essa pessoa está com algum problema de base, onde é necessário investigar o porquê que isto está ocorrendo, será que é só porque a testosterona está diminuindo?”.

2016-11-07T08:00:07-02:00 07/11/2016|BEM-ESTAR, DICAS, SAÚDE|0 Comentários

Deixar Um Comentário