Bebês devem beber água?

Uma pergunta que muitos pais e mães de primeira viagem, e até os de alguma bagagem nas costas, ainda fazem nos consultórios. Nós esclarecemos todas as dúvidas sobre água e crianças no Blog Homeopatia e Saúde.

 Água, esse líquido tão simples e tão precioso.

O planeta Terra e o corpo humano possuem quase a mesma quantia de água em sua composição total: de 70 a 80 %. Somos seres líquidos vivendo em um planeta líquido: poderíamos sobreviver num deserto sem comida por vários dias, mas morreríamos sem água em pouco tempo.

Sem a água, não sobrevivemos e nem mesmo nosso organismo é capaz de funcionar adequadamente se não estiver hidratado. Água é a principal responsável pela formação saudável de muitos outros líquidos orgânicos, como: sangue, urina, saliva, lágrimas, além de ser muito importante para o bom funcionamento de órgãos como intestino, rins, estomago e até o cérebro.

A importância crucial da água para os bebês

bebes e agua similia homeopatiaPara os bebês a água tem uma função mais importante ainda, pois são muito frágeis e dependem exclusivamente da atenção e do cuidado de um adulto. A Dra. Ana Lucia Dias Paulo, pediatra e homeopata, explica que as recomendações médicas mais antigas orientassem a oferecer água somente após o desmame, que acontece por volta dos 06 meses mais ou menos. “Hoje em dia sugerimos que a oferta de água seja introduzida bem mais cedo: a partir dos 15 dias de vida. O ideal é oferecer, diretamente na boca, com uma colher bem pequena. Uma das melhores posições para administrar água aos bebês recém-nascidos é colocá-lo no colo, levemente mais erguido do que na posição de amamentação e colocar a colher com água no lábio inferior. Dessa maneira, o bebê é estimulado a sugar como faz com o leite e evita-se o uso de mamadeiras, que podem prejudicar a amamentação”, explica a especialista.

Não podemos ignorar que a recomendação médica sobre a introdução de água é baseada em estudos de caráter mundial, mas que nós vivemos num país tropical, onde muitas regiões alcançam facilmente 40 graus no verão! Adiar a introdução de água aos bebês, obedecendo ao tempo estipulado pela medicina tradicional, pode colocar em risco sua saúde e seu perfeito desenvolvimento.

Recém nascidos podem tomar água?                  

Recém-nascidos alimentados com fórmulas que levam água em sua composição, também precisam de hidratação além da ministrada junto ao leite formulado, pois apenas a água adicionada no preparo da fórmula não é suficiente para promover uma hidratação adequada aos bebês. “A quantia ideal de água a ser oferecida aos pequenos deve corresponder a 70 % do peso da criança. Por exemplo: se a criança pesa 04 quilos, deve tomar 280 gramas de água por dia”, recomenda Dra. Ana Lucia.

Outro cuidado importante a ser observado é que esse valor correspondente de água oferecido aos bebes deve obedecer alguns simples cuidados: “Distribua pequenas quantias, sempre às colheradas, ao longo do dia. Não ofereça água antes das mamadas para evitar interferir na amamentação e lembre-se que a água deve ser sempre a primeira e principal opção de hidratação” aconselha a médica.

Os sucos de frutas assim como a água de coco são importantes, mas jamais devem vir antes da água natural, pois é importante que os bebês aprendam a conhecer o sabor, sentir a textura e aprender a gostar da pureza da bebida sem que ela esteja misturada com algum outro tipo de bebida.

A Dra. Ana Lúcia Dias Paulo recomenda que as mães não aqueçam a água oferecida ao bebê. “Aquecer a água é um grande erro, pois a água deve ser oferecida em temperatura ambiente, para que seja reconhecida como um alimento diferente do leite materno e que não cause desconforto abdominal. Já água aquecida pode causar cólicas nos bebês”, explica a doutora.

Ficar atento a alguns sinais que podem indicar desidratação nos bebês também é muito importante, como por exemplo: pele ressecada, um aumento de cólicas, problemas urinários como infecção, lesões na pele de difícil cicatrização, aftas.

Qual a quantidade a oferecer de água para os bebês e crianças maiores?

Para as crianças maiores, cuja alimentação já conta com sólidos, a quantidade de água segue o mesmo parâmetro 70% do seu peso oferecidos ao longo do dia, sempre que a criança estiver acordada.

Caso esteja muito calor ou o ambiente onde a criança estiver seja muito quente e abafado, um pouco mais para repor a hidratação perdida pela transpiração. “Deve-se ressaltar que a água ou qualquer líquido de outra natureza, precisa ser evitado durante as refeições, pois podem retardar a digestão, já que comprometem as enzimas digestivas. Para não interferir na alimentação, o correto seria até meia hora antes ou meia após se alimentar”, sugere Dra. Ana.

Acima de um ano de idade, ou dos 10 quilos, até por volta dos 4, 5 anos, a quantidade de água deve ficar por volta de 01 litro por dia e a partir de 5 anos até o resto de suas vidas adultas, o ideal é consumir de 1,5 até 2 litros de água por dia, dependendo do tipo de alimentação ingerida, da constituição física da criança e do seu ritmo de vida.

Lembre-se sempre de que a água é o líquido mais precioso de que temos e para continuarmos vivendo com saúde, é importante evitar o desperdício!

2016-01-27T09:00:11-02:00 27/01/2016|SAÚDE|1 Comentário

Um Comentário

  1. […] As crianças também, em meio as brincadeiras, esquecem de beber água. Leia o texto sobre água e os bebês, e saiba como e quando inserir água na alimentação do bebê. […]

Deixar Um Comentário