Cabelo do Bebê

O Blog Homeopatia e Saúde, uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, vinculada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, selecionou um texto do portal da revista Crescer que esclarece mitos e verdade sobre os cabelos do bebê. Leia antes de sair raspando a cabeça dos pequenos para o cabelo crescer mais forte.

Boa alimentação ajuda a deixar o cabelo mais bonito – Verdade. Uma das causas da queda de cabelo é a má alimentação. Para combater isso nas crianças (e adultos também) invista na ingestão de ferro e vitaminas do complexo B, presentes em carne, ovos, peixe, feijão e vegetais verde-escuros, para que a cabeleira fique brilhante e sedosa.

Raspar a cabeça faz o cabelo nascer mais forte – Mito. O fio cresce a partir de um folículo abaixo do couro cabeludo, que não é afetado pelo que fazemos na superfície da cabeça. Quando raspamos o corte ocorre no meio da haste, onde é mais espesso. Por isso, temos a impressão de que o cabelo engrossa. Além disso, a prática não é aconselhada, especialmente para evitar cortes ou machucados na região da moleira.

Bebês não precisam lavar a cabeça todos os diasVerdade. Até 1 ano, as crianças ficam pouco expostas à sujeira. Por isso, lavar uma ou duas vezes por semana costuma ser suficiente, com exceção dos dias de calor e bastante suor – muito embora não haja problemas em lavar diariamente.

Condicionador é dispensávelVerdade. Em adultos, a ação do xampu e do condicionador são complementares: o primeiro tira a sujeira e a oleosidade e o segundo devolve um pouco da gordura ao cabelo, para deixá-lo sedoso. As crianças, porém, já têm fios naturalmente mais macios. O condicionador, porém, pode ajudar a desembaraçar os cabelos.

Leia o texto na íntegra http://goo.gl/ppwImc

O Blog Homeopatia e Saúde é uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, vinculada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo.

2016-09-09T08:00:23-03:00 09/09/2016|BEM-ESTAR, CRIANÇAS, DICAS, SAÚDE|0 Comentários

Deixar Um Comentário