Como Manter sua Saúde

Dicas de Verão

Previnir ainda é o melhor remédio

Texto elaborado por Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho

 

1. Cuidados com os deslocamentos das viajens (mudanças de altitude, clima, etc)

Também conhecido como cinésiopatia. Refere-se às doenças dos deslocamentos nas viagens. Por exemplo a reação ao clima diferente pode durar de 4 a 5 dias ou até 10 quando as diferenças são mais acentuadas. Para se reagir melhor convém nos primeiros dias observar um repouso relativo, moderação nos alimentos, pouco esforço físico, moderar na bebida alcoolica e no fumo, dormir suficientemente. Nas mudanças de pressão, como na descida ao litoral, convém as crianças, principalmente as menores e bebês que lhes seja oferecidos algo para deglutir, ou chupar, a fim de renovar a aeração do ouvido médio.


2. Ventile sua casa de praia

Alguns dias antes de se dirigir à praia peça ao zelador que abra as janelas e ventile sua casa de praia. Não se esqueça também de pedir para que ele abra os armários. A região litorânea em geral é uma região de ar úmido devido à proximidade da mata atlântica. E umidade em local fechado é o mesmo que dizer mofo. Isto os alérgicos conhecem muito bem, principalmente aqueles que tem urticária, eczema, rinite ou asma.


3. Dieta de verão

Devemos preferir alimentos de fácil digestão e assimilação pelo organismo. Devemos dar preferencia às frutas, legumes, verduras cruas ( bem lavadas, claro), além dos peixes de boa procedência, e carnes em pequena quantidade, grelhadas. No caso dos bebês, deve-se preferir o leite materno até mais que os alimentos sólidos.

Procure respeitar o apetite das crianças, é natural que em virtude do calor excessivo, diminua o interesse por alimentos sólidos, procurando compensar com maior quantidade de líquidos.


4. Problemas de depilação (1)

As mulheres devem fazer a depilação uma semana antes de viajar. A retirada dos pelos, principalmente com cera quente, pode causar inflamação em algumas áreas, podendo causar desde alergias simples até queimaduras graves.


5. Problemas de depilação (2)

Irritação na pele causada por depilação, fica uma dica: utilize produtos locais que contenham aloe vera e camomila.


6. Hidratação

Para evitar um dos problemas mais comuns do verão, a diarréia e a conseqüente desidratação, a ingestão regular de água merece toda atenção. Não esquecer das crianças e dos animais de estimação, que também podem padecer com o calor excessivo. Usar muita água fresca, água de coco ou as bebidas isotônicas (tipo Gatorade), procure evitar os refrigerantes (não matam a sede e diminuem o apetite, principalmente nas crianças).


7. Dicas para a pele (1)

No verão, o calor aumenta a produção das glândulas sebáceas, e portanto, qualquer tipo de pele fica mais oleosa. Se for usar um hidrante, utilize um hidratante um pouco mais leve do que aquele que você usou no inverno, seja no rosto ou no corpo.

Reduza o uso de sabonete, utilizando apenas produtos suaves, como Sabonete Hidratante com Aveia ou com Calêndula.


8. Dicas para a pele (2)

No verão a pele do rosto perde muita água através do suor. Portanto, se você não quiser ter uma pele áspera e sem vida, hidrate diariamente. Uma alimentação mais leve, bebendo bastante água e comendo mais frutas, verduras e legumes, também ajuda a manter a pele saudável.

Para uma limpeza calmante da pele utilize Loção de Limpeza com Camomila (que serve também para acalmar pele após depilação, barba, ou fazer compressas sobre olhos inchados ou irritados). Se sua pele tem tendência à cravos e espinhas, você pode usar um Gel Esfoliante com sementes de apricó, pelo menos uma vez por semana.


9. Queimaduras solares: prevenção e tratamento. (1)

Prevenir ainda é o melhor remédio, o melhor mesmo é evitar a exposição prolongada, usando roupas adequadas, óculos escuros, chapéu e guarda-sol. Procure evitar o sol forte após 10 da manhã e antes das 16 horas, principalmente em se tratando de crianças, bebês e gestantes. Nesse período a quantidade dos raios ultra-violeta A e B são maiores, provocando maiores danos a pele. Áreas especiais a serem protegidas: calva, nariz, lábios, etc. Cuidado quando o tempo estiver nublado, pois, "engana", e o mormaço também queima.

Veja bem, tomar sol sem cuidados poderá provocar além de um envelhecimento precoce da pele, várias lesões de pele, entre elas o câncer de pele, em geral causado pela absorção exagerada e inadequada dos raios solares.

A forma mais fácil de se proteger é com a utilização dos protetores solares ou fotoprotetores.


10. Queimaduras solares: prevenção e tratamento. (2)

Pessoas de pele mais clara devem escolher fotoprotetores com maior fator, como os com FPS 30. FPS é um índice e significa: Fator de Proteção Solar.Esse índice mostra quanto tempo a mais a pessoa pode se expor ao sol aplicando um fotoprotetor. Assim, se o FPS do produto for 15, a pessoa poderá ficar exposta 15 vezes mais ao sol, quando comparada à pessoa sem fotoproteção.

Assim, pessoas morenas claras podem optar por fotoprotetores com FPS 15 ou 20, e pessoas de pele escura ou negra podem utilizar produtos com FPS 8 ou 15.


11. Queimaduras solares: prevenção e tratamento. (3)

Filtro solar para prevenção, sempre, sempre, especialmente para crianças pequenas, gestantes, pessoas de pele clara, idosos. O fotoprotetor deve sempre ser aplicado meia hora antes da exposição e no corpo inteiro. Deve-se reaplicá-lo a cada duas horas. Evitar sol forte após 10 horas e antes das 16 horas. Lembre-se que, se usar filtro solar, você vai ganhar um bronzeado duradouro, sem descascar. O filtro solar deve ser re-aplicado constantemente, especialmente se você estiver praticando esportes ou tomando banho de mar. Assim você vai proteger sua pele e mantê-la bem hidratada, evitando ressecamento e o descascar.


12. Queimaduras solares: prevenção e tratamento. (4)

Filtros Solares podem ser químicos ou físicos. Até FPS 25, podem ser apenas químicos (sua atividade ocorre através de reação química, quando camadas mais externas da estrutura eletrônica absorvem parte da energia solar. Desta forma, classificam-se em UV-A, UV-B, etc, absorvendo faixas de comprimentos de onda específicos). Para obter FPS superiores, é necessário adicionar também filtros solares físicos (são óxidos metálicos, como dióxido de titânio ou óxido de zinco, que refletem raios solares. Frequentemente formam uma camada "esbranquiçada" sobre a pele. São menos susceptíveis de provocar reações alérgicas e por isto são bastante utilizados para produtos infantis).


13. Queimaduras solares: prevenção e tratamento. (5)

E por fim, antes de afivelar as malas, não esquecer dos óculos escuros, eles protegem os olhos e evitam aquelas ruguinhas, conhecidas como "pés de galinha". Não deixe de proteger os lábios com o Protetores Labiais com filtro solar (de preferência com FPS 25), calêndula, camomila, vitaminas A e E. Este produto também é excelente para dias muito frios, quando protege de rachaduras.

Para o tratamento de queimaduras pode-se utilizar produtos que tenham em sua composição camomila e aloe vera.


14. Atividade física (1)

Aproveite sua ida á praia e caminhe. Faça isto diariamente, pela manhã quando o Sol ainda não está muito forte ande por 40 ou 50 minutos, acelere o passo mas também respeite seu ritmo de velocidade. Faça isto à tarde também. Caminhe pisando diretamente na areia, isto ativa a circulação sanguínea do corpo todo aumentando a vitalidade e disposição, com isto trazendo uma agradável sensaçào de bem estar geral. Esta é uma excelente fórmula de combate ao stress.


15. Atividade física (2)

As atividades esportivas também serão muito bem vindas neste período de visita à praia. Pratique volei, frescobol, futebol, natação, corridas, hidroginástica, etc. Aproveite para ficar em forma. Certamente que não de aconselha que não se "vá com muita sede ao pote". Sempre antes de iniciar a atividade física faça alguns exercícios de alongamento e flexão. Esquente os motores e gradualmente vá aumentando seu ritmo. No final das férias você se sentirá renovado.


16. Atividade física (3)

Cuidado com os excessos, não queira se tornar um atleta da noite para o dia. Os exercícios físicos devem ser progressivos e constantes. As crianças devem ser deixadas "livres" para sua incessante atividade física.


17. Os acidentes caseiros

Nesta época são frequentes as quedas, escoriações e contusões. A maior parte dos casos leves, necessitam apenas de uma boa lavagem do local com água e sabão. Nos casos de "maus jeitos", acidentes que causem hematomas, torções, e outras lesões deste gênero, deve-se em primeira instância, colocar uma compressa de gelo no local, que deverá ser mantida por um tempo maior no início, até que um médico a examine.


18. Insolação

A insolação ocorre não só com as crianças e decorre da exposição excessiva do corpo ao sol, principalmente se o teor de umidade estiver alto. Os mecanismos que regulam a temperatura constante do nosso corpo, como a transpiração, já não são capazes, então, de controlá-la normalmente. Fique atento, evite usar os anti-transpirantes, mas se sentir fraqueza, irritabilidade, transpiração ausente, pele seca, dor de cabeça, poderá estar apresentando o chamado "colapso de verão", aí sim, faça um de repouso em local fresco e arejado, e exagere nos líquidos.


19. Diarréias

Tomar muita água, limpa (se tiver dúvidas, ferva a água). Alimentação leve. Caso seja bebê, que esteja sendo amamentado, suspenda a alimentação e mantenha o leite materno.


20. Brotoejas

Camomila na forma de chá ou na água da banheira. Aplique amido de milho (Maizena) na água da banheira.