Glúten: vilão da alimentação?

5 COISAS QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE O GLÚTEN

intolerancia ao gluten

Você já viu essa história antes: ovo, carne vermelha, açúcar, café… diversos alimentos já assumiram o posto execrável na alimentação. O “elemento” da vez é o Glúten, uma proteína presente no trigo, no centeio e na cevada ser apontada como “vilão da saúde”.

1 – O que é Glúten?

A proteína é composta pela mistura de duas outras: a gliadina e a glutenina, ambas encontradas nas sementes de cereais amplamente utilizados no preparo de refeições.  Ele está presente, principalmente, nas farinhas, que se valem da propriedade de absorção da água e viscosidade, que deixam as massas aptas à panificação.

2 – O que pode causar?

Quando há excesso na ingestão do Glúten, pode ocorrer a diminuição na produção de serotonina – a falta dessa substância no organismo pode causar depressão.  O consumo frequente da proteína também propicia o aparecimento de psoríase e de artrite psoriática. Esses problemas podem acometer todas as pessoas que consomem o Glúten.

Mas há dois grupos específicos que sofrem ainda mais com a proteína: os intolerantes e os portadores de doença celíaca

Bread group

3 – Intolerância

O glúten é uma proteína de difícil digestão, o que torna comum os casos de intolerância. Eles podem ser detectados por sintomas específicos – diarréia e gases são os mais comuns – por isso, é necessário estar sempre atento às reações do seu organismo após o consumo de produtos e alimentos que contenham a proteína. Vale lembrar que esses sintomas não danificam o intestino de forma grave e que os intolerantes não sofrem de uma doença crônica.

O quadro de intolerância ao glúten pode aparecer em qualquer pessoa e em qualquer fase da vida, mas ainda não está claro o motivo pelo qual isso acontece.

4 – Doença celíaca

A doença celíaca afeta uma em cada 200 pessoas no mundo, segundo a Organização Mundial de Gastroenterologia. Quando um celíaco consome glúten, seu sistema imunológico reconhece a proteína como um inimigo e reage contra ela. Esse ataque atinge o intestino delgado e prejudica a absorção de nutrientes.

A doença causa atrofia das vilosidades da mucosa do intestino delgado, causando prejuízo na absorção dos nutrientes, vitaminas, sais minerais e água. Diarreia e fadiga são os principais sintomas da doença celíaca em adultos e a única maneira de controlar esse mal é com uma dieta totalmente restritiva à proteína, por toda a vida.

Os especialistas lembram que a Doença Celíaca pode ser detectada a partir dos dois anos de idade, quando as crianças passam a consumir cereais. Fique atento.

gluten_1

5 – Obesidade

            Muitas dietas de emagrecimento alardeiam a restrição aos alimentos com glúten como forma de se obter o peso ideal. A associação faz algum sentido. O glúten, em si, não é calórico, mas, como ele faz parte da composição de uma série de alimentos calóricos – como macarrão, pão, pizza, bolacha e molhos –, é possível que, ao cortar a proteína da dieta, uma pessoa consiga emagrecer. Não fará diferença na balança, é claro, se a substituição for feita por alimentos calóricos.

Do ponto de vista nutricional não há restrição quanto à retirada desses alimentos do cardápio, desde que sejam substituídos por opções mais saudáveis, como frutas e legumes. Também é necessário que a pessoa mantenha uma alimentação balanceada, considerando todos os grupos alimentares necessários à boa manutenção da saúde. Entretanto, se você não é intolerante ao glúten nem portador de doença celíaca não é necessário excluí-lo da sua alimentação.

2014-06-23T13:27:01-03:00 23/06/2014|BEM-ESTAR, SAÚDE|2 Comentários

2 Comentários

  1. Tina Sturmer 08/29/2014 em 01:11 - Responder

    Adorei ter encontrado vocês, (Similia homeopatia e saúde),gosto muito de ler e aprende principalmente quando se trata de cuidados com nossa saúde em geral,
    física,mental e como não dizer espiritual!
    Obrigada.
    Abraço.

    • Similia Homeopátia 09/29/2014 em 21:02 - Responder

      Muito obrigada, Tina! Continue nos acompanhando.

Deixar Um Comentário