Homeopatia ganha espaço na Odontologia – parte 2

Quando o cirurgião dentista usa a homeopatia? Para quem é indicada? Como é a consulta? Essas e outras questões você confere na postagem de hoje. 

odontologia parte 2

Imagem veiculada na Revista Odonto Magazine

Dando continuidade a matéria sobre a Homeopatia na Odontologia, convidamos a Doutora Jussara Giorgi – Presidente da Associação Brasileira de Cirurgiões Dentistas Homeopatas (ABCDH) para esclarecer as dúvidas mais comuns de quem procura aliar os benefícios da homeopatia ao seu tratamento dentário. A entrevista na íntegra, você confere a seguir:

Blog Homeopatia&Saúde: Qual o perfil de quem procura por profissionais que sejam dentistas homeopatas? A quem você recomenda?

Dra Jussara Giorgi: Bem, no meu caso, a maioria dos pacientes já fazem tratamento médico e muitas vezes é o próprio médico quem encaminha. Em outras, o paciente esta com algum problema, não está conseguindo solução pelo tratamento convencional e acaba procurando por esta solução, em outras, procura na internet, encontram o meu site, www.solucoesemodontologia.com.br, e por responder suas perguntas no contato, vem me procurar. Recomendo tratamento para as pessoas que sejam portadoras de lesões estomatológicas, disfunção da Articulação temporo-mandibular, traumatismos dentários, pré-operatorio cirúrgico, também e especialmente, para aqueles que não conseguem passar por um tratamento odontológico por ter medo e ansiedade pelos procedimentos, mesmo os mais simples.
Logicamente, entram neste grupo, aquelas pessoas que podem apresentar problemas provocadas por distúrbios psicológicos, como muitas vezes, acontece com os pacientes que rangem dentes ou aqueles que são portadores da Síndrome da Ardência Bucal, onde o paciente apresenta queixa de muito ardor, não apresenta nenhuma lesão que justifique este sintoma, mas o incomodo existe, atrapalha o andamento de sua vida, sabe-se que tem fator psicogênico como causa e na maioria das vezes, o tratamento convencional, não consegue solucionar

Blog Homeopatia&Saúde: Gostaria que você falasse um pouco aos leitores, sobre como é a primeira consulta com um dentista homeopata? 

Dra Jussara Giorgi: A primeira consulta, pode-se dizer,  é dividida em duas etapas, sempre fazemos uma avaliação da condição clínica, solicitamos exames complementares quando necessários para que possamos conhecer o problema que é o motivo pelo qual este paciente nos procura e numa segunda etapa,  a consulta homeopática, em que se procura através de perguntas, conhecer mais profundamente este paciente, valorizando sua forma de ser, suas atitudes frente aos acontecimentos da vida, para que possamos individualizar seu tratamento, podendo assim,  prescrever o medicamento mais adequado à ele e ao seu problema.

odontologia parte 2_1

Blog Homeopatia&Saúde: Quais são as situações mais comuns em sua rotina de trabalho onde a homeopatia foi aplicada? Como foi o resultado? 

Dra Jussara Giorgi: Todas as situações que citei acima, quanto aos resultados, os melhores possíveis, como sou Odontopediatra, atendo muitos casos de pacientes que passam por traumatismo e sem duvida, os resultados aparecem rápidos, e em especial dando uma condição melhor ao paciente, diminuindo a dor sem o risco do uso de medicamentos que podem causar efeitos colaterais e reações adversas. Também sou Estomatologista, e nas patologias da cavidade oral, vemos resultados muito bons quando comparados aos tratamentos convencionais e acho que isso, é o que faz o paciente ficar fiel à homeopatia, perceber os bons resultados que vinha buscando.

Para finalizar a Doutora Jussara falou sobre a importância da homeopatia em odontologia,  por tratar tudo aquilo que é possível tratar na alopatia, com eficiência, de uma maneira suave, sem riscos, sem esquecer que existe uma pessoa por traz das queixas e que deve ser considerada para que o tratamento possa trazer os resultados esperados. Enxergar o todo, requer estudo e treino e é por isso que se tem os cursos de pós-graduação para formar CDs (Cirurgiões Dentistas) homeopatas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

2014-05-05T18:13:51-03:00 05/05/2014|HOMEOPATIA, SAÚDE|0 Comentários

Deixar Um Comentário