Necessitando de dentista, qual o procedimento?

A boca, como parte do organismo, também reflete o que ocorre no todo. As alterações em seu interior são produto da tentativa do organismo do indivíduo em chegar ao seu equilíbrio possível. Assim, medicar a parte sem levar em consideração a desarmonia global poderá acarretar a simples supressão da sintomatologia. É claro que os procedimentos odontológicos devem ser sempre realizados quando necessário, mas o uso concomitante do medicamento homeopático proporcionará ao indivíduo condições de alcançar o equilíbrio possível com muito maior rapidez e facilidade. Neste caso, a prescrição é feita pelo médico ou pelo cirurgião dentista? Como trabalhamos com homeopatia unicista, só o médico tem condições técnicas de avaliar o paciente na sua totalidade. Prescrever exclusivamente para um sintoma (abcesso dentário, por exemplo) poderá trazer complicações posteriores. Assim, somente o médico e o cirurgião dentista juntos poderão avaliar o melhor procedimento a ser tomado em relação aos pacientes homeopatizados (que já fazem uso da homeopatia).