O que fazer quando um médico não homeopata afirma categoricamente que determinado caso ou doença não pode ou não deve ser tratado pela homeopatia?

Apesar de respeitarmos profundamente qualquer colega médico, homeopata ou não, achamos que somente quem é especialista em determinada área tem total capacidade de expressar opinião tecnicamente categorizada sobre assuntos relativos a essa área. Para opinarmos sobre a abrangência e eficácia de determinada técnica terapêutica são necessários muitos anos de prática e experiência clínica. Para o bem estar do paciente, que deve ser o principal objetivo do médico, o contato pessoal entre colegas para esclarecimento de dúvidas e intercâmbio de conhecimentos deveria ser regra e não excessão. Um médico homeopata bem preparado tecnicamente não submeterá seus pacientes a riscos desnecessários, nem prescindirá da opinião de outros colegas alopatas se a situação assim o exigir.