Psoríase: não tem cura, mas tem tratamento

A psoríase é uma doença que atinge mais de 3 milhões de pessoas no Brasil, e é caracterizada pela presença de placas com escamas esbranquiçadas e regiões avermelhadas no corpo. Normalmente aparecem nas mãos, pés, unhas, couro cabeludo, joelhos e também nos cotovelos. Se trata de uma doença crônica, que não tem cura, porém, tem tratamento e pode ser controlada.

O blog Homeopatia e Saúde, da Clínica Similia, do Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, levantou quais são os tipos existentes de psoríase:

– Em placas: como o nome já sugere, é caracterizada pela aparição de placas esbranquiçadas, secas, e que descamam. Pode ocasionar coceira e dor. É a mais comum;

– Invertida: formada por manchas inflamadas e avermelhadas, costumeiramente atinge os locais mais úmidos do corpo, em que há dobras. Mais grave em pessoas acima do peso;

– Gutata: recorrente em crianças e adolescentes, decorrente de infecções de origem bacteriana, formam feridas que descamam. Mais comum na região do tronco, braços, pernas e na cabeça;

– Ungueal: essa doença atinge as unhas, prejudicando o crescimento. Caracterizada por unhas onduladas, sem cor, grossas ou escamosas, com manchas de cor amarela;

– Pustulosa: aparição mais rara, é identificada pela aparição de bolhas cheias de pus, gerando coceira, incômodo, febre e calafrios;

– Eritrodérmica: ocasionada por lesões que alcançam até 75% do corpo, atingindo com manchas avermelhadas que coçam e ardem;

– Artropática: além da costumeira inflamação da derme, vem acompanhada de dores intensas nas articulações;

– Palmo-plantar: aparições das manchas e escamações na mão e nos pés;

Causas

Além da crença de que a psoríase é uma doença genética, uma vez que se estima que até 10% das pessoas herdem os genes responsáveis por desencadear a doença, é possível também que esta seja desenvolvida a partir de fatores externos em 3% dos casos, como lesões na pele, estresse, fumo, infecções de garganta, mudanças climáticas, uso excessivo de bebida alcoólica, utilização de determinados medicamentos, entre outros.

Cuidados

O blog Homeopatia e Saúde reforça que é imprescindível uma consulta a um especialista para averiguar a doença e o nível em que se encontra para a indicação de um tratamento adequado. O diagnóstico da psoríase é feito clinicamente, podendo ainda ser solicitada uma biópsia do local afetado para confirmação. O tratamento se feito da forma adequada pode amenizar e normalizar a aparência da pele, diminuindo a inflamação e os sintomas incômodos.

2017-02-13T08:00:27-02:00 13/02/2017|BEM-ESTAR, DICAS, HOMEOPATIA, SAÚDE|0 Comentários

Deixar Um Comentário