Ser Mulher – TPM

Quase 80% das mulheres de todo o mundo, depois que têm a menarca (a primeira menstruação), estão habituadas a sentir os incômodos da famosa e temível TPM. A tensão pré-menstrual atinge, de algum modo, essas mulheres em idade fértil. No texto desse mês da série SER MULHER do Blog Homeopatia e Saúde vamos entender o que é e como viver sem sentir os transtornos da TPM. Leia, compartilhe e comente.

Durante aproximadamente 28 dias, o corpo da mulher sofre diversas alterações que preparam o útero para receber um bebê. Nos primeiros 14 dias ocorre o período de ovulação e, junto com ele, a elevação dos níveis de estrógeno. Esse hormônio é um dos responsáveis por controlar o bem-estar. Nos 14 dias seguintes, a parede do útero começa a engrossar, como se estivesse preparando uma “cama” para o possível bebê. Nessa fase ocorre uma queda nos níveis de estrógeno e elevação nas taxas de progesterona.

Essa alteração, quando muito brusca, já pode causar uma série de sintomas como ansiedade, alterações do humor, dores nos seios e outros tantos conhecidos das mulheres. Passada essa segunda etapa do ciclo, o endométrio – parede que recobre o útero – começa a descamar e ser eliminado na forma de menstruação, gerando com ela uma outra queda hormonal, dessa vez na progesterona e no estrógeno. Por isso em algumas mulheres os sintomas podem ser ainda mais intensos durante a menstruação.

TPM-1024x713Dessa forma, a TPM é caracterizada como todos esses sintomas que podem ocorrer antes e durante a menstruação, causados pela queda brusca dos níveis de estrógeno e progesterona.

A SPM – Síndrome Pré-Menstrual – ou Tensão Pré Menstrual é o nome dado ao conjunto de alterações que a mulher sobre durante o ciclo. Já foram relatados mais de 150 sintomas relacionados à síndrome. E, ainda bem, nem todas as mulheres sentem a mesma coisa, ou tudo.

Existem tantos sintomas, que para facilitar os pesquisadores juntaram os sintomas em grupo. Eles podem variar de pessoa para pessoa e também de ciclo para ciclo:

Tipo A – ansiedade. Causada pela queda do hormônio estrogênio, que ajuda a baixar o estresse, e maior liberação de adrenalina e cortisol, dupla que contribui para o estresse. Os principais sintomas são: ansiedade, tensão, dificuldade para dormir, irritabilidade e alterações de humor.

Em alguns casos a mulher também pode se sentir mais desatenta e atrapalhada, derrubando coisas, batendo em objetos.

Tipo C – relacionada principalmente a compulsão alimentar. Ela recebe a classificação C porque vem do inglês craving, que significa desejo. Os principais sintomas são:  compulsão por doces ou salgados gordurosos, vontade de comer guloseimas ou comidas diferentes, dores de cabeça. Esse tipo está relacionado com os mecanismos de recompensa que temos no cérebro. Quando você come um alimento rico em açúcar ou gordura, algumas áreas no seu cérebro são ativadas, dando a sensação de prazer. Como durante a TPM os hormônios estão alterados, esse mecanismo pode gerar uma reação exagerada, causando uma sensação de prazer ainda maior.  MAIS CUIDADO. LEIA AS DICAS NO FIM DESSE TEXTO.

Tipo D – Relacionada com os sintomas depressivos. Os principais são raiva sem razão, sentimentos perturbadores, pouca concentração, lapsos de memória, baixa autoestima e sentimentos violentos. Essas sensações são causadas geralmente pela redução de serotonina e à resposta exagerada que o corpo pode dar diante às oscilações hormonais normais do período.

Tipo H – Tem esse nome porque está relacionada à palavra “hidratação”. A TPM H está relacionada principalmente com a retenção de líquidos e suas consequências. Sintomas são ganho de peso (por conta da retenção de líquido), inchaço abdominal, sensibilidade e inchaço em mamas, inchaço nas extremidades do corpo, como mãos e pés.

Tipo O – O agrupamento de sintomas menos comuns, mas que também podem estar relacionados à TPM. Esses sintomas são: alteração nos hábitos intestinais, aumento da frequência urinar, fogachos ou sudorese fria, dores generalizadas, incluindo cólicas, náuseas, acne, reações alérgicas e infecções do trato respiratório.

TPM

Como EVITAR?

Existem algumas atitudes e dieta que a mulher pode seguir para evitar os sintomas da TPM. Segundo o Ginecologista e Homeopata Dr. Eliezer Berenstein, algumas orientações principalmente no período de 10 a 15 dias antes da menstruação, têm obtido resultados bastante satisfatórios. Então prestem atenção às dicas:

– Diminuição da carne vermelha, do açúcar refinado, dos doces em geral e particularmente do chocolate.

– Redução no consumo de chá, café e refrigerante, evitando assim a ingestão de cafeína.

– Evitar ao máximo a ingestão de gorduras, laticínios e sal.

– Não fazer uso de álcool e fumo.

– Jovens que praticam exercícios físicos regulares e com supervisão têm apresentado melhora nos sintomas da TPM. Os exercícios aeróbicos são os mais indicados, levando a uma maior sensação de bem-estar geral, e consequentemente estimulando a melhora da auto-estima refletindo num convívio social mais adequado.

– Manter um ritmo regular de sono e procurar ter sempre um período, por menor que possa parecer, de relaxamento diário.

O Dr. Eliezer completa: “Quem tem sintomas muito acentuados, recomenda-se que organize as atividades escolares, esportivas, sociais e outras de maior importância para os melhores períodos do ciclo”, conclui o médico.

Dr. Eliezer explica que cada uma viverá sua fisiologia e as suas próprias patologias na sua maneira particular, com seus sintomas comuns às desordens hormonais e individuais de acordo com sua própria características. “Mas vale lembrar que a homeopatia, por tratar da saúde como um todo, tem resultados bem satisfatórios na ajuda e controle da TPM”, explica o ginecologista.

 

2015-07-07T14:23:14-03:00 07/07/2015|BEM-ESTAR, DICAS, MULHER, SAÚDE|2 Comentários

2 Comentários

  1. Suelen Nery dos Santos 07/17/2015 em 12:58 - Responder

    Solicito o especial favor de enviar informaçoes para este email

    • Similia Homeopatia 07/19/2015 em 22:13 - Responder

      Olá Suelen
      Quais informações você se refere?
      Cadastre-se ao lado na página para receber nossas newsletter.
      Obrigada
      Equipe Similia

Deixar Um Comentário