Tudo azul

Prevenir é melhor do que remediar! A informação é a principal arma contra o câncer de próstata

Depois do outubro rosa, mês em que diversos órgãos e entidades se reuniram para alertar sobre os perigos do câncer de mama, chega o momento do Novembro Azul. O movimento surgiu em 2003, na Austrália, no embalo do Dia Mundial do Combate ao Câncer de Próstata, celebrado em 17 de novembro. Desde então, espalhou-se pelo mundo e vem ganhando adeptos nos órgãos de saúde e na Sociedade Civil. A campanha tem o intuito de alertar sobre o risco de câncer de próstata e incentivar os homens a fazerem os exames preventivos.

Chamado de Movember, tem como símbolo os bigodes ao estilo do personagem dos games “Mario Bros” e  é mais do que uma simples campanha de conscientização. Durante todo o mês, são realizados debates, palestras e encontros com o intuito de esclarecer dúvidas sobre a saúde masculina como um todo e levar esses homens para os consultórios médicos.

Mandando o recado

O câncer de próstata não pode ser “prevenido”, mas detectado já no início, aumentando as chances de cura – que chega a 90% dos casos descobertos precocemente. Ele também não tem qualquer sintoma, daí a importância da realização periódica dos exames.

Em estágios já avançados, a doença aumenta a vontade de urinar com urgência, cria dificuldades para urinar, além de provocar dor óssea e insuficiência renal.

Homens, cuidado!

Idade, histórico familiar, alimentação inadequada (baseada em gordura animal), sedentarismo e obesidade são apontados como os principais fatores de risco para o câncer de próstata. A doença também tem maior incidência entre os negros.

Um caso a cada 7,6 minutos. Essa é a estimativa de diagnósticos de câncer de próstata em 2014, totalizando 69 mil novos casos. A doença vitimou 13.129 homens em 2011, cerca de um óbito a cada 40 minutos. O câncer de próstata é o sexto tipo mais comum no mundo, representando aproximadamente 10% do total de diagnósticos. É o mais frequente no sexo masculino e o segundo de maior incidência no Brasil, atrás do câncer de pele não-melanoma, de acordo com Instituto Nacional do Câncer (INCA).

A Sociedade Brasileira de Urologia recomenda que homens a partir dos 50 anos procurem o urologista. Para aqueles com casos de câncer na família, o ideal é visitar o especialista anualmente a partir dos 45 anos.

 

Desmistificando

Pequena glândula localizada no aparelho reprodutor masculino, a Próstata tem formato similar a uma castanha. Em conjunto com as vesículas seminais, ela é responsável pela produção de esperma.

O diagnóstico é feito por dois procedimentos distintos e complementares: a dosagem de PSA, contabilizada a partir de um exame de sangue, e o exame digital retal, conhecido como “exame do toque”.

Este parece ser o principal fator contrário à identificação precoce do câncer de próstata, já que os homens temem a sua realização. Apesar de rápido e indolor, a realização do exame digital retal cobre de 60% da superfície da próstata, onde se localizam 70% dos tumores. Existem diferentes posições para a sua realização, sempre buscando   o maior conforto do paciente.

Mas todos esses argumentos são dirimidos frente ao sentimento de alguns indivíduos, que não se sentem a vontade para a realização do mesmo por acreditarem que o exame possa interferir em sua masculinidade.

Por isso mesmo o movimento Novembro Azul é tão importante. Os homens precisam deixar de lado os medos e preconceitos e se conscientizarem da importância da prevenção. Quanto antes for diagnosticado o câncer, maiores as chances de cura.

2020-10-25T16:50:43-03:00 10/11/2014|SAÚDE|0 Comentários

Deixar Um Comentário