UTI e Homeopatia

Nunca é fácil ouvir que será necessário a internação em UTI (unidade de terapia intensiva), seja para si próprio ou para alguém que amamos. Porém, é bom saber que quando necessário o tratamento intensivo pode ser feito em conjunto com a homeopatia. O Blog Homeopatia e Saúde foi tentar descobrir como é o uso da medicina Homeopática na terapia intensiva.

Contrariando o mito popular a medicina homeopática pode ser utilizada tanto em pacientes graves quanto em pacientes portadores de doenças agudas e crônicas, como já foi dito no texto “Sem demora”, aqui neste Blog. Em tratamento de pacientes críticos, que necessitam de internação em UTI (unidade de tratamento intensivo) a homeopatia é utilizada em paralelo com o tratamento convencional – alopático, com resultados potencializados.

5B5_Pronto-Socorro-UTI-240809-05-EN

Para a Dra. Fátima Buarque, presidente da Associação Homeopática de Pernambuco, este tipo de abordagem terapêutica não considera a doença e sim a pessoas acometida que sofre com a doença. “A escolha e a valorização dos sintomas apresentados em um paciente gravemente enfermo conduzirá o médico homeopata a prescrever os medicamentos homeopáticos mais adequados ao caso“, explica Dra. Fátima.

Já a Dra. Vera Lucia Vasconcelos, homeopática e plantonista de UTI, cita Hahnemann, o pai da Homeopatia que afirmava que quanto mais grave for a doença aguda, tanto mais numerosos e evidentes serão os sintomas que a constituem, mas tanto mais seguramente ela permite também encontrar um medicamento apropriado. “Podemos utilizar a homeopatia em todos os casos. A finalidade do médico consiste em curar o doente em sua totalidade, ” acrescenta Dra. Vera Lucia.

As doutoras concordam que a homeopatia pode ser grande aliada nos tratamentos de UTI, incluindo casos de pacientes em coma. “A utilização de homeopatia em pacientes em estado de coma ou desacordados pode ser feita desde que se tenham dados clínicos da história e do exame físico para análise da escolha medicamentosa”, explica a Dra. Fátima Buarque. No que sua colega completa: “A homeopatia é viável em pacientes graves. É importante atuar na fase dos sintomas iniciais, para redução da mortalidade. Neste caso, os sinais bem modalizados, leva ao medicamento homeopático indicado. Com a homeopatia sempre podemos fazer muito mais”, expõe Dra. Vera Lucia Vasconcelos.

Homeopatia – Reequilíbrio do organismo

Uma das dúvidas que o paciente que já se trata com homeopatia tem nesse momento é “como um organismo que esteja recebendo tantos estímulos medicamentosos (alopatia) em tratamento intensivo pode se reequilibrar”, já que é esse o objetivo da homeopatia?

Para essa pergunta a Dra. Fátima levanta que para cada droga química que um paciente de UTI é submetido há explicação de seu mecanismo de ação. Entre essas drogas químicas estão antibióticos, analgésicos, drogas vasoativas, sedativos, analgésicos, etc. “São medicamentos importantes, devem e são usados em paciente de UTI.  A homeopatia irá beneficiar sim o paciente crítico melhorando a sua capacidade de defesa”, completa Dra. Fátima Buarque.

Sua colega, inclui que a homeopatia como prática terapêutica complementar ajuda a todos os pacientes, independente das interferências dos medicamentos alopáticos e tempo que a pessoa esteja apresentando os sintomas ou recebendo os medicamentos. “A força vital perturbada, causa das doenças, só pode se restabelecer através da energia vital dos medicamentos homeopáticos, que, funcionando como um modelo indutor da reação vital, conduzem-na ao equilíbrio perdido”, relata Dra. Vera Lucia Vasconcelos.

Como utilizar homeopatia na UTI?

No Brasil esse tipo de tratamento só é visto de forma isolada e apenas quando os familiares conhecem a homeopatia e tenha um médico com esse conhecimento para indicar o tratamento. Então a recomendação que o Blog Similia Homeopatia e Saúde faz sempre é consulte um médico de sua confiança e em casos de emergência entre em contato com ele.

 

Assine nossa newsletter e receba em seu e-mail as novidades do Blog Similia Homeopatia e Saúde.

2015-06-29T16:37:51-03:00 29/06/2015|DICAS, HOMEOPATIA, SAÚDE|2 Comentários

2 Comentários

  1. Cézar Forte 08/02/2015 em 18:38 - Responder

    É muito bom ler artigo como esse. Eu sou pediatra e tenho experiência há anos com pacientes de UTI, internados e ambulatorial, inclusive lancei um livro em Outubro-2014, resumindo minha experiência no Hospital Infantil Joana de Gusmão de Florianópolis-SC, que está no meu site cezarforte.com. Parabéns. Cézar Forte

  2. ARLINDO CORSO VERZA 08/06/2015 em 16:05 - Responder

    EU ESTOU NO CURSO DE HOMEOPATIA DO PROF. MORENO DA PROFa.. ELIETE.
    O SEU BLOG É MUITO BOM PRINCIPALMENTE NOS QUE ESTAMOS ESTUDANDO HOMEOPATIA,É MUITO ESCLARECEDOR,APRENDEMOS COM PROFISIONAIS COM O CONHECIMENTO DOS SENHORES.
    MEUS PARABENS
    ABRAÇO.
    ARLINDO

Deixar Um Comentário