Quando levar as crianças no pronto-socorro?

Uma das maiores prioridades do ser humano é ter saúde. E ter saúde, e uma das obrigações dos pais e da família com as crianças. Cuidar e zelar pela saúde dos pequenos. Mas, tem momentos que é necessário procurar um pronto-socorro. Qual é este momento?  falou a Dra. Ana Lucia.

Normalmente são os pais, ou responsáveis, que escolhem o tratamento para acompanhar seus filhos. Optando pela alopatia (tratamento convencional), homeopatia (tratamento holístico), entre outros tratamentos disponíveis.

Enquanto a criança estiver num bom estado geral. O que significa um bom estado geral? Se alimentando, bebendo água, dormindo relativamente bem e, principalmente, estando dispostas, explica a Dra. Ana Lucia.

Ou seja, sendo criança. Brincando, pulando e dando risada. Mesmo estando com alguma situação de saúde tipo febre, comendo pouco, ou mesmo tossindo e nariz escorrendo. Enfim se toda a rotina infantil é mantida, podemos manter o tratamento que o pediatra recomendou.

<<Leia também: Introdução alimentar do bebê>>

Agora, se família perceber uma importante transformação no estado geral, a criança está muito caidinha, como as mães costumam dizer. Muito caidinha, indisposta, não quer brincar, não quer comer e só está dormindo.

Então temos os primeiros sinais de alerta, para que esses pais fiquem ligados, e talvez essa queda do estado geral os oriente a buscar, realmente, o atendimento de urgência. Que é o pronto-socorro, de preferência que atendam crianças.

Portanto, o grande determinante de procurar o pronto-socorro é o estado geral, não exatamente a altura da febre ou a quantidade de tosse. E sim a disposição que a criança apresenta, explica a Dra. Ana Lucia.

Quando devemos procurar um pronto-socorro?

Pronto- socorro (PS) é um lugar que devemos procurar só em situações de urgência e emergência. Que não podem esperar para serem resolvidas, como lesões irreparáveis e risco de vida imediato.

Por isso, fora as situações mencionadas o recomendado é evitar a visita ao pronto-socorro, em virtude do alto risco de contágio que o ambiente oferece, afinal muitas doenças estão presentes. Além disso, o excesso de pessoas aumenta o tempo de espera de indivíduos que necessitam de atendimento rápido.

Lembrando que, não existem PS homeopáticos, já que a manutenção desses espaços torna sua existência impraticável. Logo, o auxílio precisa ser procurado no atendimento convencional, sistema tradicional de saúde (alopatia).

O Blog Homeopatia e Saúde é um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo. Para mais informações sobre o assunto acesse: https://bit.ly/3aQ4cRy

2022-07-18T08:20:46-03:00 18/07/2022|CRIANÇAS, DICAS, SAÚDE|0 Comentários

Deixar Um Comentário